FIES para Medicina: Saiba como conseguir!

Passar em um dos cursos mais concorridos dos vestibulares, medicina, não é nada fácil pois é o curso mais concorrido do País. A disputa ferrenha por uma vaga em medicina, especialmente em universidades públicas, exige dos candidatos planejamento, força de vontade, concentração e apoio da família.

Muitas vezes a saída para quem quer escapar dessa disputa tão acirrada é estudar em uma instituição particular, onde geralmente a concorrência é menor. No entanto, nem todo mundo tem condições de arcar com as mensalidades desse curso, que pode chegar a mais de 9 mil reais.

Uma das alternativas para quem sonha em cursar medicina, mas não possui condições de pagar uma faculdade, é participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), mas é preciso conhecer a novas regras do Programa e o valor do teto que pode ser financiado.

Teto do Fies para medicina

A maioria dos cursos de medicina em instituições privadas do País cobram mensalidades altíssimas e, geralmente, o Fies não cobre todo esse valor. No primeiro semestre de 2017, o Ministério da Educação (MEC) decidiu diminuir o limite de financiamento mensal do Programa e muitos candidatos acabaram não conseguindo financiar os cursos de medicina.

Nos anos anteriores o teto era de R$7 mil mensal, no entanto, o valor máximo que o programa poderia financiar caiu para R$ 5 mil por mês. O objetivo dessa medida era tornar o programa mais sustentável.

Só que quase nenhuma instituição de ensino cobram mensalidades de até R$ 5 mil para medicina. Diante disso, o MEC alterou novamente o teto do Fies para o segundo semestre de 2018. O teto do Programa voltou a ser de R$7 mil mensais, sendo assim, o valor máximo da semestralidade, que era de R$ 30 mil, subirá novamente para R$42 mil.

A porcentagem mínima de financiamento pelo programa também é outra novidade para o segundo de 2018: caso o candidato se encaixe nos requisitos exigidos, o programa será obrigado a cobrir pelo menos 50% do valor do curso.

Requisitos do Fies

Para conseguir financiar o curso, o estudante precisa ter renda familiar mensal bruta de até cinco salários mínimos por pessoa.  Para saber se você se encaixa nesse critério, é preciso somar todos os rendimentos da família, sem os descontos, e dividia pelo número de membros da família de acordo com o valor do salário mínimo vigente. Caso o valor seja igual ou menor do que 5, o você está dentro do critério de renda do Fies.

Outro requisito é ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média de no mínimo 450 pontos nas provas e nota maior do que zero na redação.

As inscrições do Fies para o segundo semestre de 2018 serão abertas no mês de julho, mas ainda sem data confirmada pelo Ministério da Educação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *