3 Coisas que podem levar seu carro a ser apreendido

Ninguém quer passar pela situação de sair de carro de sua residência e voltar sem ele. Contudo, quando certos cuidados e seguindo as regras pré determinadas nunca haverá a apreensão de um carro. Mas para ‘andar na linha’ é necessário conhecer a legislação e para isso listamos as três principais situações que podem levar seu carro a ser apreendido. Saiba mais a seguir.

Quando seu carro pode ser apreendido?

Um carro apreendido significa não ter mais permissão para dirigir até o problema encontrado ser solucionado. Neste caso ele fica em posse do Detran e é encaminhado direto para um pátio de estacionamento. Não é dirigido por mais ninguém, a responsabilidade do transporte é de um reboque. 

E o que pode levar a isso? As três principais situações são:

Documento do veículo vencido

Toda a documentação de um carro deve estar em dia (em validade) para poder circular nas ruas. Isso quer dizer ter feito o Licenciamento 2018 e ter o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo) em mãos. Se este documento não tiver validade em consulta por agente de trânsito gera multa e apreensão.

Para esta documentação estar atualizada é necessário ter pago o IPVA anual, seja em parcelas ou à vista. Se em uma blitz ou outro tipo de consulta um agente de trânsito notar que os documentos não estão atualizados o veículo pode ser apreendido. 

Não ter condições de dirigir por embriaguez

Esta é outra situação em que carros e motos podem ser rebocados. O motorista encontrado embriagado (tendo feito o teste do bafômetro ou não) terá seu documento suspenso e não pode mais conduzir seu carro. Se não há outro motorista devidamente capacitado para o ato o veículo segue com o reboque para o pátio do Detran. 

Não ter documento do veículo em mãos

O CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo) é uma das formas de comprovar que o motorista tem permissão do dono para dirigir. Sem os documentos não se sabe se trata-se de um carro roubado ou irregular. A apreensão pode ser realizada a qualquer instante. 

Alguns agentes de trânsito são bem tolerantes e permitem que um terceiro leve o documento para o motorista sem o reboque. Mas a multa é aplicada de igual maneira.

Carro apreendido e agora? O que fazer?

No momento da apreensão o motorista deve se afastar do carro e ele será conduzido por um reboque até o pátio do Detran mais próximo. Tanto o reboque como a diária do estacionamento no pátio do órgão são pagos pelo motorista. 

Para liberar o veículo apenas sanando o problema. Se foi por imposto atrasado ele deve ser pago. Se faltou motorista para a condução foi incapacitado deve ser guiado outro motorista com a carteira em dia, pagam-se as taxas e o carro, moto ou caminhão é liberado. 

No caso de apreensão na sexta os pátios e pagamentos funcionam apenas na segunda e pagam-se as diárias do fim de semana de igual forma.

FONTE: http://licenciamento2017.com/licenciamento-2018/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *